Toby Allen retrata transtornos mentais como monstros

setembro 13, 2015

Toby Allen é um artista freelance que mora no Reino Unido e , de acordo com o site MegaCurioso, Toby começou a ver sua ansiedade como um monstro, como algo que poderia ser tocado e combatido. Assim ele começou a ver seu "monstro" como algo cômico e encontrou forças para combate-lo. Com essa ideia ele passou a retratar doenças mentais como monstros. E o resultado ficou super legal. Tenho que dizer que meus monstros são bem assustadores, mas achei incrível e super criativo!!

 Paranoia
O monstro da Paranoia usa longas orelhas como um radar, escaneando a área em busca de qualquer atividade. De fato, as orelhas do monstro são quase inúteis devido à cartilagem apertada e ao pelo grosso, de modo que os sons ficam confusos e abafados, o que significa que ele quase sempre escuta a coisa errada.
Essa criatura se alimenta de sentimentos como ansiedade e medo que involuntariamente são criados dentro de suas vítimas e trabalha com outros monstros, como a esquizofrenia e a ansiedade, dos quais compartilha uma biologia semelhante. 
 Anorexia Nervosa

Como um assassino parasitário, o monstro da anorexia nervosa mata lentamente suas vítimas de dentro para fora. Este monstro é quase invisível, graças ao seu corpo translúcido, mas lança sua sombra sobre aqueles que habita, fazendo suas vítimas verem uma imagem distorcida de si mesmas.

Ele manipula e controla suas vítimas, convencendo-as a manter um peso corporal mínimo, restringindo a ingestão de alimentos e incentivando-as a praticar exercícios excessivamente para perder peso.

O objetivo final do monstro da anorexia nervosa é destruir suas vítimas pela falta de ingestão de alimentos e outras complicações de saúde. As principais armas deste monstro são o controle e o sigilo, que fazem com que as vítimas escondam seus hábitos extremos. Para derrotar a anorexia nervosa o primeiro passo é reconhecer sua existência, só assim será possível anular seus poderes. É comum a anorexia e a dismorfia corporal trabalharem juntas.

 

Bipolaridade
O monstro da bipolaridade é na verdade duas consciências opostas brigando para ter o controle sobre um só corpo. De um lado, a consciência se expressa de maneira sempre agitada, sentindo-se muito ativa, enquanto a outra está para baixo e depressiva.

Normalmente, apenas uma personalidade tem o controle a todo momento, enquanto o lado dormente luta para tomar o corpo. Eles usam gases feromônios para dominar e tentar assumir o corpo que compartilham, influenciando qualquer pessoa que se aproxime do monstro e passando a controlá-la. A vítima então fica alternando entre os estados como o próprio monstro. Esta criatura é extremamente rápida e ágil, fazendo com que fique muito difícil identificá-la.

Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC) 

O monstro obsessivo-compulsivo é cruel e manipulador, usando o medo para controlar suas vítimas. Ele bate repetidamente o seu cajado no chão e usa suas penas estampadas e vários olhos para hipnotizar, criando obsessões intensas e assustadoras, muitas vezes relacionadas à segurança de sua vítima ou à de pessoas próximas.


As vítimas desenvolvem compulsões para realizar tarefas repetidamente ou atos mentais para tentar reduzir temporariamente o medo. Ele quase nunca é visto, mas sua presença é constante. As criaturas da ansiedade e da depressão são frequentemente usadas pelo monstro obsessivo-compulsivo para manter o poder sobre seu hospedeiro.  


Mutismo Seletivo
O monstro do mutismo seletivo não é uma criatura realmente má, mas pode ser vista como travessa. Os monstros vivem em uma comunidade muito barulhenta de criaturas, mas nascem sem a habilidade natural de falar. Para ter seu espaço na sociedade, eles roubam vozes que guardam em torno de seus pescoços. O monstro pode então falar, utilizando esse utensílio similar a um apito.


Esses bichos preferem roubar as vozes doces e agudas de crianças, mas, às vezes, vão em busca de vozes mais maduras para testá-las. Eles não costumam ficar muito tempo com a voz e logo a devolvem para o dono original e vão atrás de uma voz “nova e fresca”.


Ansiedade
 O monstro da ansiedade é pequeno o suficiente para se sentar nos ombros de suas vítimas e sussurrar coisas em seu inconsciente, provocando medo e preocupações irracionais. Muitas vezes, esse monstro é visto como fraco em comparação aos outros, mas é um dos mais comuns e é difícil se livrar dele.

Ele costuma usar objetos ligados às ansiedades da vítima, como um relógio, que pode representar um medo comum, mas irracional, de que as coisas podem nunca acontecer. Ninguém nunca viu o rosto do monstro da ansiedade porque ele usa um crânio como máscara.


Depressão

O monstro da depressão está sempre flutuando e cobrindo os olhos para se esconder do mundo exterior. Por isso, esbarra em pessoas ou outros monstros, causando mais sofrimento a si mesmo.


Seu único alívio é quando encontra uma vítima e partilha sua depressão com ela. A vítima não tem conhecimento do monstro, mas vai perceber o seu peso e desenvolver um estado profundo de depressão. Enquanto isso, o monstro absorve qualquer emoção positiva de seu hospedeiro, até que ele se preencha e se mude para outra vítima.


Transtorno Dissociativo de Identidade 
O monstro da identidade dissociativa (também conhecido como transtorno de personalidade múltipla) pode ser caracterizado por sua habilidade em alterar sua forma para qualquer outra. Além de mudar a si mesmo fisicamente, a criatura também assume “personagens” diferentes, cada uma com sua própria personalidade.

Essas mudanças constantes se refletem na personalidade da vítima. Se existem muitos “personagens”, o monstro e a vítima podem ficar confusos sobre a identidade original. Nenhum monstro da identidade dissociativa se parece ou age da mesma maneira que o outro.


Há varios outros monstros, mas não coloquei aqui para o post não ficar muito grande, mas se você quiser conhecer é só ir no SITE dele, la você encontra suas redes sociais também!

O que acharam? Quais são seus monstros?? 

Veja Também

0 comentários